sexta-feira, 27 de julho de 2012

O Animal a quem chamam de homem

Quem somos? De onde viemos? Para onde vamos? Para que viemos? Por que viemos? ...

Inquestionavelmente, o pobre "Animal Intelectual", equivocadamente chamado homem não só não sabe, como, nem sequer sabe que não sabe...

O pior de tudo é a situação tão difícil e tão estranha que nos encontramos, ignoramos o segredo de todas as nossas tragédias e, no entanto, estamos convencidos de que sabemos tudo...

Conduza um "Mamífero Racional", uma dessas pessoas que na vida se presume influente, ao centro do Deserto do Saara; deixe-o ali, longe de qualquer oásis e observe do alto tudo que lhe sucede...

Os fatos falarão por si só; o "Humanóide Intelectual", ainda que se presuma de forte e se creia muto homem, no fundo, resulta espantosamente débil...

(trecho do cap. 01, do Livro Psicologia Revolucionária de Samael Aun Weor).


(foto retirada do blog http://balaiode-ideias.blogspot.com.br)



Debilidades.
Escadas para subir e escadas para descer.
A escolha é nossa.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

... o que importa é que seja luz!

"Life is like this dark tunnel. You may not always see the light at the end of the tunnel, but if you keep moving, you will come to a better place"





"When we hit our lowest point, we are opened to the Greatest Change"







Think for yourself... Know Thyself








terça-feira, 22 de maio de 2012

Building...




Expungir fantasmas do passado


é construir paredes no presente hoje!








Alberto Caeiro (ou outro alguem)

XLVIII - Da Mais Alta Janela da Minha Casa


Da mais alta janela da minha casa 
Com um lenço branco digo adeus 
Aos meus versos que partem para a Humanidade. 
E não estou alegre nem triste. 
Esse é o destino dos versos. 
Escrevi-os e devo mostrá-los a todos 
Porque não posso fazer o contrário 
Como a flor não pode esconder a cor, 
Nem o rio esconder que corre, 
Nem a árvore esconder que dá fruto. 

Ei-los que vão já longe como que na diligência 
E eu sem querer sinto pena 
Como uma dor no corpo. 

Quem sabe quem os terá? 
Quem sabe a que mãos irão? 

Flor, colheu-me o meu destino para os olhos. 
Árvore, arrancaram-me os frutos para as bocas. 
Rio, o destino da minha água era não ficar em mim. 
Submeto-me e sinto-me quase alegre, 
Quase alegre como quem se cansa de estar triste. 

Ide, ide de mim! 
Passa a árvore e fica dispersa pela Natureza. 
Murcha a flor e o seu pó dura sempre. 
Corre o rio e entra no mar e a sua água é sempre a que foi sua. 

Passo e fico, como o Universo.


Ler mais: http://www.luso-poemas.net/modules/news03/article.php?storyid=4#ixzz1vbhobJh1 




quinta-feira, 3 de maio de 2012

de Goethe





Anelo

'Só aos sábios o revele,
Pois o vulgo zomba logo:
Quero louvar o vivente
Que aspira à morte no fogo.


Na noite – em que te geraram,

Em que geraste – sentiste,
Se calma a luz que alumiava,
Um desconforto bem triste.



Não sofres ficar nas trevas

Onde a sombra se condensa.
E te fascina o desejo
De comunhão mais intensa.



Não te detêm as distâncias,

Ó mariposa! e nas tardes,
Ávida de luz e chama,
Voas para a luz em que ardes.



"Morre e transmuda-te": enquanto

Não cumpres esse destino,
És sobre a terra sombria
Qual sombrio peregrino'.



Johann Wolfgang von Goethe (1749-1832)

segunda-feira, 19 de março de 2012

A Vontade e o Silêncio


Sobreveio um grito ao silêncio
Sorrateiro
Soberbo.
O silêncio se quebra por um momento
Um desespero
Um sentimento
Um pensamento....

A Vontade levantou suas paredes com as sombras
de um passado remoto.
Adveio, após, o crepúsculo matutino.
Ergueu-se, e desfez as paredes com ilusões desvanecestes.
A Vontade envergonhada, então, recolheu-se,
Acreditando ter sido suprimida pela fantasia.
Quando, de repente, o som de um tambor
acorda o Guerreiro de seu recanto.
Sentiu que Vontade se encolhe no canto
assustada, incapaz de brandir-se contra a má-Vontade.
Complacente, ascendente, o Guerreiro acorda
E com ele, traz o FOGO que alimenta a Vontade.

Assim, sobreveio o silêncio ao grito.
Um vai e vem de emoções que passam
pela memória do Guerreiro, que sentado e quieto,
busca implacável o conhecimento de si mesmo. 

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Resplandecer do caos!




Construí minha vida acreditando nas mentiras que me contaram.
Cresci, e me tornei fraco, preguiçoso, teimoso, orgulhoso, egoísta, mentiroso. Escravo de meus próprios desejos, de meus próprios instintos.
Existência após existência cometi graves crimes contra meu Ser interno. 




Fui eu, meu próprio carrasco, quem aguilhou minhas mãos.
Sinto uma escuridão tão grande, tão densa e assustadora, que seria capaz de apagar as chamas de todas as esperanças.
Mas nestes instantes em que me sinto repleto de desespero, paro, espero, e lembro-me das palavras do tio Iroh:




“You must never give in to despair. Allow yourself to slip down that road and you surrender to your lowest instincts. In the darkest times, hope is something you give yourself. That is the meaning of inner strength.

‎"Life is like this dark tunnel. You may not always see the light at the end of the tunnel, but if you keep moving, you will come to a better place"
"There are reasons each of us are born. we have to find those reasons."

"É hora de você olhar para dentro e começar a fazer as grandes perguntas: Quem é você e o que você quer?"







Quem sou eu? O que eu quero?

Sou um espírito domado,
que quer ser livre de novo.
Abrir caminho para a liberdade
com minha própria vontade de fogo.









OBRIGADO TIO!


IROH RULES 










terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Prelúdicos

É chegado o tempo de se preparar,

Para caso o fim do mundo chegar.




Afinal, vai que uma tragédia mundial acontece e mata a todos, né?





Ou... quase todos ¬¬






De qualquer forma, os vestígios existem. Veja só:




1) CRIANÇAS SE TORNANDO ADULTOS MUITO CEDO



CEDO DE MAIS...





2) NEVE DEMAIS NOS PAÍSES RICOS DO NORTE...



TRARÁ SÉRIAS CONSEQUÊNCIAS AO DESEQUILÍBRIO MUNDIAL





3) ENCONTROS DAS MAIS ALTAS PATENTES DO UNIVERSO



ELES DECIDIRÃO NOSSO DESTINO
















Mas não se preocupe, amigo,

É como diz o ditado:

















Tenham uma Excelente Semana!!!


Figuras retiradas de:
9gag.com





sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Um orvalho ao Meio Dia

UmMonolitonegro



Dica de Filme: 2001: Uma odisséia no espaço

do célebre, enigmático e super fodástico: Stanley (Ypkes? ... nãaaaoooo) KubricK



O SOM DO SILÊNCIO EM PARADOXOS TRANSCENDENTES



"Quando sei que não sei e aceito isso com prazer, abro meus sentidos para a vida e sou de novo um aprendiz – a postura de todos os seres vivos da natureza que ainda não foram calcificados pelo pensamento. É quando não sei que me deleito com a beleza do que não conheço."

Dica de Livro -  “O som do silêncio” de Luiz Carlos Lisboa (Verus Editora, página 60)





Uma ótima semana a todos nós!

Ps. Responsabilidade - Urso panda no carro só com  cinto de segurança

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

To Hell and Back



Bem vindos!
Esta eh a revista +Dead Inside+
Aqui você fica por dentro de assuntos que ninguém liga, que ninguém gosta de falar, 
(e, principalmente, assuntos que não querem que falemos). 

Nesta edição especial de começo de ano, teremos uma poesia, um trecho de um livro e uma musica extraordinária.

Para começar os trabalhos deste ano, vamos começar do começo. 

No começo de cada ano, o que tem?

Sim, BBBrasil. 

Assunto principal de todas as manchetes, jornais, de todas as conversas com *amigos descartáveis (ver filme "Clube da Luta") e, como também está em todas as revistas, nesta não poderia faltar.

Recebi um email muito simpático nesta manhã, porém, por ser muito extenso, resolvi postar somente a melhor parte. 







BIG BROTHER BRASIL UM PROGRAMA IMBECIL.             Autor: Antonio Barreto, Cordelista natural de Santa Bárbara-BA, residente em Salvador.


(...)
Se a intenção da Globo
É de nos "emburrecer"
Deixando o povo demente
Refém do seu poder:
Pois saiba que a exceção
(Amantes da educação)
Vai contestar a valer.
             
A você, Pedro Bial
Um mercador da ilusão
Junto a poderosa Globo
Que conduz nossa Nação
Eu lhe peço esse favor:
Reflita no seu labor
E escute seu coração.
             
E vocês caros irmãos
Que estão nessa cegueira
Não façam mais ligações
Apoiando essa besteira.
Não deem sua grana à Globo
Isso é papel de bobo:
Fujam dessa baboseira.
             
E quando chegar ao fim
Desse Big Brother vil
Que em nada contribui
Para o povo varonil
Ninguém vai sentir saudade:
Quem lucra é a sociedade
Do nosso querido Brasil.
             
E saiba, caro leitor
Que nós somos os culpados


Porque sai do nosso bolso
Esses milhões desejados
Que são ligações diárias
Bastante desnecessárias
Pra esses desocupados.
(...)


  • Para continuar a saudação de verão, verão um texto excelente retirado do livro "Assim Falou Zaratustra" que fala sobre um assunto que muitos de nós desconhecemos::


VONTADE CONSCIENTE!





"Ó! tu, vontade, necessidade minha, trégua de toda a miséria! Livra-me de todas as pequenas
vitórias!
Azar da minha alma a que chamo destino! Tu que estás em mim e sobre mim, livra-me e
reserva-me para um grande destino!
E tu, última grandeza, vontade minha, conserva-a para um fim, para que sejas implacável na
tua vitória! Ai! Quem não sucumbirá à sua vitória?
Ai! Que olhos se não têm turvado nessa embriaguez de crepúsculo? Que pé não tem
tropeçado e perdido a sua firmeza na vitória?
A fim de estar preparado e maduro quando chegar o Grande Meio-dia, preparado e maduro
como o bronze reluzente, como a nuvem cheia de relâmpagos e o seio cheio de leite.
Preparado para mim mesmo e para a minha vontade mais oculta: um arco anelante da sua
flecha, uma flecha anelante da sua estrela.
Uma estrela preparada e madura no seu meio-dia, ardente e trespassada, satisfeita da flecha
celeste que a destrói.
Sol e implacável vontade de sol, pronta a destruir na vitória.
Ó! vontade, necessidade minha, trégua de toda a miséria! Reserva-me para uma grande
vitória”.
Assim falava Zaratustra".



  • Que a vontade de SOL reserve a todos nós uma grande vitória! Uma vitória contra nossas debilidades que, por vezes nos tornam menos que seres humanos.

  • Que soem as trombetas de Mozart para a entrada do grande Juiz. Assim reza o terceiro verso do Requiem, que embala este dia de SOL.

  • Uma excelente semana a todos e até a próxima edição de +DI Magazine+





A trombeta poderosa espalha seu som pela região dos sepulcros, para juntar a todos diante do trono.
A morte e a natureza se espantarão com as criaturas que ressurgem, para responderem ao juízo.
Um livro será trazido, no qual tudo está contido,pelo qual o mundo será julgado.
Logo que o juiz se assente, tudo o que está oculto, aparecerá:
nada ficará impune.
O que eu, miserável, poderei dizer?
A que patrono recorrerei,quando apenas o justo estará seguro?



http://www.vagalume.com.br/mozart/requiem-traducao.html#ixzz1l2JsKhQb


* Fotos retiradas da internet

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

100palavras


Fogem-me palavras, como se do diabo fugissem.
Talvez eu seja o próprio diabo e ainda não tenha me dado conta.
Palavras, que do mais profundo âmago surgem,
Agora escondem-se, desacreditadas.

Se ontem, espírito lúdico, tu adentras pela veneziana,
Rompe rotinas, traz brincadeiras, cria esperanças...
Amanhã tudo volta a ser sombrio,
Pois a roda, recém calibrada, gira incessantemente sem parar,
Sem quebrar,
Sem perdoar.
Se....

E se?

Um ESTALO, ao meio dia, lhe jogasse em um universo diferente?
Se pudesse romper correntes do passado?
Limpar sua mente de projetos do futuro?
E, aqui e agora, conseguisse viver o presente?
Doce e bela realidade que não consigo/quero enchergar.
Preciso começar... criar coragem para abrir as portas de minhas mentes mentirosas
Ir atrás de palavras e respostas,
Deixar de existir em uma solidão fugaz,
E uma vez mais respirar,
enfim, respirar.



sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Contrates de um coração SEMIserrado




SÚBITA SUBIDA


A beleza de um novo dia,
O raiar de SOL que aquece tua janela
Remete a alegrias de infância,
Pés descalços em meio ao vento,
Ao orvalho, à relva.
Com imaginação, fecho os olhos e observo o céu,
Vejo nuvens em forma de dragões e coelhos,
Um pequeno Dom Quixote à espera de Rocinate.
Espera inquietante.

Agora adulto, quero ser criança,
Brincar, sorrir e cantar.
Sem medos, receios, vaidades.
A cada três verbos abro o coração,
e com três substantivos volto a fechá-lo,
por precaução,
Para não lhe causar espanto.
A cada três respirações, percebo,
A alegria da criança que alimenta sua essência
Só mais um moleque que ri por estar vivo




Afastando você de mim
Quero dizer-lhe a felicidade que me deu
Te ter novamente em meus pensamentos.
Revolta, em seguida, por saber que tal pensar não foi meu.
A saudade é uma estrada longa, disse o poeta, que não queremos mais trilhar por você.
Não chegue perto, não ligue, nem mande mensagens.
Viva sua vida longe de mim, não quero mais sofrer por fantasmas do natal passado.
Desista escuridão, queremos mais LUZ!







Post dedicado à minha amiga Vozes, que, em meu coração, plantou otimismo.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

This IS our life


2012 - ultimo suspiro antes do mergulho!




Não se trata de crer ou não, ter fé de mais ou fé de menos... apenas reflita:


Se for verdade, o que fazer com o tempo que lhe sobra?


se está pensando muito, leve com vc esta dica::: Aprenda a nadar!




Some say the end is near. Some say we'll see armageddon soon. I certainly hope we will. I sure could use a vacation from this bullshit three ring circus sideshow of Freaks here in this hopeless fucking hole we call LA The only way to fix it is to flush it all away. 
Any fucking time. 
Any fucking day. 
Learn to swim, I'll see you down in Arizona bay. Fret for your figure and Fret for your latte and Fret for your hairpiece and Fret for your lawsuit and Fret for your prozac and Fret for your pilot and Fret for your contract and Fret for your car. It's a bullshit three ring circus sideshow of freaks here in this hopeless fucking hole we call LA 

The only way to fix it is to flush it all away. Any fucking time. Any fucking day. Learn to swim, I'll see you down in Arizona bay. Some say a comet will fall from the sky. Followed by meteor showers and tidal waves. Followed by faultlines that cannot sit still. Followed by millions of dumbfounded dipshits. 

Some say the end is near. Some say we'll see armageddon soon. I certainly hope we will cuz I sure could use a vacation from this Silly shit, stupid shit... One great big festering neon distraction, I've a suggestion to keep you all occupied. Learn to swim. Mom's gonna fix it all soon. Mom's comin' round to put it back the way it ought to be. 

Learn to swim. 

Fuck L Ron Hubbard and Fuck all his clones. Fuck all those gun-toting Hip gangster wannabes. Learn to swim. Fuck retro anything. Fuck your tattoos. Fuck all you junkies and Fuck your short memory. 



Learn to swim. 


Fuck smiley glad-hands With hidden agendas. Fuck these dysfunctional, Insecure actresses. Learn to swim. Cuz I'm praying for rain and I'm praying for tidal waves I wanna see the ground give way. I wanna watch it all go down. Mom please flush it all away. I wanna watch it go right in and down. I wanna watch it go right in. Watch you flush it all away. Time to bring it down again. Don't just call me pessimist. Try and read between the lines. I can't imagine why you wouldn't Welcome any change, my friend. 


I wanna see it all come down. suck it down. flush it down.


Lyric: AENEMA - by TOOL






PROCURANDO ACORDAR PARA REALIDADE DE QUE, 
NA VERDADE, ESTAMOS DORMINDO!

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Spiral OUT

this is your life,
good to the last drop.
it doesn't get any better than this.
this is your life and its ending one minute at a time.

this isn't a seminar,
this isn't a weekend retreat.
where you are now you can't even imagine what the bottom will be like.
only after disaster can we be resurrected,
it's only after you've lost everything you are free to do anything.

nothing is static.
everything is evolving,
everything is falling apart.

you are not a beautiful and unique snowflake,
you are the same decaying organic matter as everything else.
we are all part of the same compost heap,
we are the all singing all dancing crap of the world.

you are not your bank account.
you are not the clothes you wear.
you are not the contents of your wallet.
you are not your bowel cancer.
you are not your grande latte.
you are not the car you drive.
you are not your fucking khakis.

you have to give up. you have to give up.
you have to realise that someday you will die.
until you know that, you are useless.

i say: let me never be complete.
i say: may i never be content.
i say: deliver me from swedish furniture.
i say: deliver me from clever art.
i say: deliver me from clear skin and perfect teeth.
i say: you have to give up.
i say: evolve and let the chips fall as they may.



Spiral OUT - Keep Going

Não pare, não desista...
siga adiante, siga...
A mesma espiral que lhe enterra
te leva de volta a tona.
A mesma que entristece,
suaviza.
aquela que te escraviza,
te liberta.
Sinta o fluir da espiral,
que gira, grita,
puxa e te empurra,
deixe estar, deixe voar
solte-se, e sinta o respirar.


------------------------------------------------------


lá do horizonte ela vem chegando... tenho a impressão de que...


Fale, grite ou sussurre... estou ouvindo, Vozes!